BRUNA
MIRANDA
brunamiranda_reviewslowliving
Foto por Solange Bechara
Bruna veste Gioconda Clothing: “O futuro será pequeno, slow e local”

LinkedinTwitter

instagram-bruna

Mineira de Ipatinga, morei em Ouro Branco até os 17 anos e me mudei para Belo Horizonte pra estudar jornalismo. Comecei a empreender em 2008 e, desde então, somei minha formação ao universo criativo. Nessa época, durante meus 20 e poucos anos, tive boas experiências com comunicação, moda, entretenimento e gastronomia, ao ser sócia de um clube focado em eventos de rock, pop e música eletrônica e uma drinkeria, além de um blog onde trabalhei com jornalismo e marketing de moda e estilo de vida, conectada à Editora Abril.

Mesmo sendo uma fase de experiências memoráveis e muitos ensinamentos, não me sentia inteiramente realizada. Hoje vejo que foi, principalmente, pelos excessos, especialmente de consumo, na área da moda, e por alguns condicionamentos que não se sintonizavam mais comigo. Além de ter coincidido com um período de questionamentos internos e complicações profissionais relacionadas à ética. Em 2012, fiz um sabático de seis meses em Paris, França, que foi o passo inicial pra que eu reavaliasse meus caminhos e fosse em direção a uma vida e trabalho mais equilibrados, uma busca constante por mais leveza, pelo propósito de ser cada dia mais eu mesma, pela sustentabilidade, consciência.

Ao voltar pro Brasil, doei 80% das minhas coisas – roupas e acessórios, especialmente – e venho a cada dia, desde então, me inspirando, vivenciando e aprendendo sobre um jeito mais consciente e significativo de se viver. Em 2013 idealizei o Review Slow Living e, em 2015, lançamos o Guia Slow Living, atualmente na edição Três. O objetivo principal é estimular novos olhares e novos caminhos em nossos hábitos de vida, trabalho e consumo, de uma maneira leve, agradável, informativa e em harmonia com o que é natural, duradouro, a seu tempo.

O Slow Living baseado em nosso manifesto – Equilíbrio, Escolhas Conscientes, Evoluir – se tornou minha motivação, juntamente ao veganismo. Me sinto realizada ao buscar e compartilhar cada vez mais sobre os temas e iniciativas que abordamos no Review – sintonizados tanto ao manifesto quanto aos nossos símbolos. Agora, desde setembro/17, de maneira ainda mais especial, sendo slow nômade pelas estradas e cidades do Brasil! Pra que a gente possa, juntos, fortalecer esses incentivos e multiplicar seus benefícios, tanto pra cada pessoa e trabalho quanto pro coletivo.

ISMAEL
SANT'ANA
Foto por Solange Bechara

Linkedin

instagram-ismael

Desde 2015 no Review para administrar as finanças, o que começou com planilhas, métodos, rotinas administrativas e contabilidades, evoluiu para muito além das melhorias no conjunto. Pude perceber a minha própria transformação, com grande aprendizado, me levando a escolhas e pensamentos mais conscientes e equilibrados.

Vivi 6 anos nas telecomunicações e 15 anos na área imobiliária. É, pouco mais da metade da vida. Desse último ciclo, não pude mais concordar com tropeços éticos que acompanhava no dia a dia. Cada fibra do corpo gritava contra o que via, embora a grande maioria não fosse diretamente comigo. Com um pé lá e outro no Review, demorei, mas escolhi o que me deixava em paz e o que me complementava com mais sentido e alegria. Confesso que foi difícil essa decisão, muito pela insegurança em mudar, pelo medo do novo, talvez, e pelo apego (mau hábito) ao ambiente que não conversava mais intimamente com quem eu era naquele momento. Foi difícil, mas a tranquilidade que senti após essa decisão – a escolha do que achamos correto fazer, do que somos, da nossa intuição – me fez ver que temos a capacidade de mudar a toda hora, basta forçarmos o primeiro passo, mesmo que com medo. Foram muitos momentos gratificantes nesses últimos ciclos. Conheço um bocado o mercado imobiliário e acredito que posso orientar e ajudar muitas pessoas ainda, ao mesmo tempo em que o coração falou mais alto e agora vivencio o Review Slow Living na Estrada, aberto a todos os bons incentivos e inspirações que ele traz.

CLAUDINHA E VARLÔ
Foto por Solange Bechara
Foto por Solange Bechara

Nossos filhotes (irmãos ou mãe e filho? Tanto faz!) adotados em 2015 em BH, e que agora seguem pelas estradas do Brasil com a gente!