Guia Slow Pelo Brasil | Tranquilidade à Beira Mar em uma Charmosa Cabana | Sul do Sergipe

Por Bruna e Ismael

Publicado em , , , , , , | Tags : , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Nos últimos meses, o slow living esteve mais presente para nós no trabalho, em inspirações e planos do que, necessariamente, na prática, com relação a um equilíbrio em nossos horários, ao descanso e tudo o mais que remeta ao desacelerar.

Mas a causa não poderia ser a melhor, possível: a finalização do Guia Slow Living Três e cada detalhe da nossa mudança, de casa e de vida, que saiu do papel pra realidade. Acho que você pode imaginar que iniciar uma vida “slow nômades”, deixando para trás tudo o que tínhamos como vida até então, é algo trabalhoso e que exige uma bela dedicação e a quebra de qualquer rotina.

Nossos primeiros dias na estrada foram deliciosos e surpreendentes, ao mesmo tempo em que nos sintonizamos com tudo de novo que estamos vivendo, e absorvendo na prática novos hábitos. Depois dos primeiros momentos de descanso/trabalho/descobertas em Trancoso, Salvador e Praia do Forte, nada poderia cair melhor do que um lugar realmente tranquilo.

Fechamos a etapa Bahia já com saudades e animados para conhecer Sergipe. Em apenas 180 km depois da Praia do Forte entramos em uma estrada de terra conservada, dentro do município de Estância, bem próxima da BR e de lojas de conveniência. A alguns quilômetros à nossa direita, toda a exuberância da Praia do Saco, Mangue Seco, dunas e piscinas naturais. À esquerda, a Praia de Abaís e Caueira. Ah, essa natureza generosa…

E chegamos à nossa próxima casa, pet friendly, claro, por alguns dias, ainda indeterminados (mas já sabemos que vamos estender!). Fomos recepcionados pelo Luis, o caseiro, que mora com a família logo atrás (pessoas incrivelmente generosas e prestativas, uns exemplos de serenidade). O anfitrião, Marco, já morou aqui com a família – sua esposa, que é russa, seus dois filhos pequenos e os dois cachorros – e atualmente eles estão em São Paulo.

Nunca havia me passado pela cabeça que me hospedaria em um cantinho tão sossegado e lindo como aqui! A cabana, que é de madeira, parece coisa do Pinterest, também, com esse mix de simplicidade com uma beleza rústica e aconchego e pelos seus poucos metros de distância do mar. Mal estacionamos o carro e já ficamos descalços pra ir apreciar o pôr do sol na praia que nos abriga agora, a de Abaís. Praticamente deserta, com areia mais firme, reta, ampla… um paraíso para boas caminhadas e momentos de pausa, de leitura, de escritas, de conversas, de meditação e yoga. Infelizmente, ela só não é tão limpa, na parte de cima. É a mesma coisa que comentei sobre a Praia do Forte, as (poucas) pessoas que vêm aqui passar o dia geralmente deixam rastros pra trás… uma tristeza que tem se tornado bem comum pra gente, pelas praias que estamos indo. Até quando essa falta de um cuidado tão básico!?

Ainda assim anestesiados por toda a beleza do lugar, voltamos pra casa pra nos acomodarmos. Ela conta com uma sala com sofá-cama e a cozinha, um quarto com cama de casal e duas de solteiro (pausa para as janelas, de onde entram um vento praiano forte, absurdo de bom e refrescante, e uma vista em que a gente para pra apreciar sempre que passa em frente, além de bloquearem a luz e nos garantirem um merecido e mais intenso sono); um banheiro sem chuveiro elétrico (não se assuste, não nos tornamos pessoas contra o banho quente! Mas aqui não precisa mesmo. A primavera nos traz o sol morno pra forte e um mormaço que aquecem a água e nos comprovam como um banho naturalmente morno pra frio é benéfico e delicioso, mesmo com a água com menos pressão, como é aqui); e a melhor parte da casa, uma varanda com cerca de madeira e ducha, de onde temos como vista as pacatas ruas e as poucas casas da vizinhança, o mar, coqueiros, pássaros…

A casa do Marco nos ganhou de cara pela tranquilidade, pelo sossego e pela paz, dia e noite, pela beleza natural da região, pelo clima de lugar bem pequeno, pela ausência de som alto, pelos poucos e praticamente silenciosos carros passando, pelos poucos e educados vizinhos. Aqui pudemos esvaziar o carro totalmente pra organizar melhor as coisas depois desses primeiros dias e analisarmos mais uma vez o que trouxemos, pra tirar de vista (e de vida, rs) o que não nos é realmente necessário. Aqui é onde os cachorros mais se sentiram em casa e onde os vimos pela primeira vez correndo sem coleira e em êxtase, pela praia, e soltinhos na varanda e na lateral da casa, tomando um sol e contemplando a existência, rs.

Recomendamos demais e ficamos muito satisfeitos com mais uma estadia tão celebrada! O único porém é a gente querer ficar aqui por um tempo a perder de vista, mal acostumados que já estamos com toda essa paz que estamos sentido em acordar, meditar e caminhar na praia, cozinhar, ler, escrever e trabalhar na varanda, descansar e nos organizar para as próximas experiências…

Confira mais detalhes sobre a casa do Marco e RESERVE JÁ por email: casaestancia@outlook.com

Quando vier, de essencial, traga toalhas de banho. Na cozinha há o básico para refeições simples. Se estiver em uma data comemorativa (ou pra comemorar a própria oportunidade de estar nesse paraíso!) há taças de champagne no armário. Na BR, pertinho mesmo do início da estrada de terra, tem o mercadinho Nossa Senhora da Conceição, onde você encontra o básico de alimentos e produtos de higiene (com as duas fofas que trabalham lá, a Jaine e a Edileuza, nora e sogra) mas qualquer coisa mais elaborada, traga de casa ou encontre na cidade de Estância, a 40 km. Recomendamos também trazer galões de água maiores, pra beber e cozinhar. Não há internet wi-fi, mas em compensação o 4G da Tim, que é o nosso caso, funcionou melhor do que em qualquer outro lugar, inclusive em BH, rs, impressionante!

No mais, aproveite a beleza da praia e da vista e o sossego desse incrível pontinho do mapa sergipano, a 63 km de Aracaju. Pra desacelerar de vez!

Fotos: Review Slow Living para Airbnb Casa de frente pro mar, praia linda

 

Compartilhe esta história

Sobre Bruna e Ismael

Na estrada para inspirar e compartilhar mais equilíbrio e escolhas conscientes, desaceleradas e significativas. De vida, consumo, trabalho e viagens. Seus benefícios e transformações pro mundo, pra nós mesmos e ...

Publicações Relacionadas