Guia Slow Living Três | Faça o seu Incenso Natural, Para Perfumar e Purificar

Por Bruna e Ismael

Publicado em , , | Tags : , , , , , , , , , , , , ,

No Guia Slow Living Três (peça o seu aqui), na sessão Beleza e Bem Viver, trazemos o texto “Para Perfumar e Purificar”, sobre o universo dos incensos: sua história, seus benefícios e os incríveis incensos artesanais, que resgatam cuidados e saberes e são feitos com resinas naturais puras, ervas e plantas.

Agora mostramos aqui, como complemento ao Guia, como fazer, em casa, um incenso natural!

O primeiro passo é escolher as ervas aromáticas que mais te agradam, seja no aroma, por suas propriedades e/ou até mesmo em seu aspecto visual – muitas pessoas usam o incenso natural para decorar ambientes e produzir enfeites e penduricalhos que espalham aromas agradáveis e boas energias pelos ambientes da casa, do trabalho, do carro…

Algumas sugestões de plantas e ervas mais fáceis de achar e com aromas conhecidos:

Alecrim (pra refrescar, clarear, proteger, purificar e curar)
Hortelã (pra anular energias negativas)
Lavanda (pra acalmar e relaxar)
Erva cidreira (pra felicitar)
Capim limão (pra renovar)
Sálvia (pra renovar as energias e purificar)
Rosas (pra acalmar e tranquilizar)
Arruda (pra proteger e purificar)
Pinheiro (pra proteger)
Orégano (a palavra vem do grego “oros” e “ganos”, que significam “montanha” e “alegria”)
Tomilho (pra relaxar e exalar positividade)
Manjericão (pra inspirar sorte, alegria e prosperidade)

Foto via Pinterest

Se for colher, prefira dias secos e ensolarados, caso contrário elas podem apodrecer. E corte sempre pelo caule, sem incluir a raiz. Se preciso, deixe-as secar ao sol. Junte as ervas e as amarre, de uma ponta a outra (com nós nas duas extremidades) com um fio de algodão, umas duas ou três voltas ou até ficar firme (ervas com folhas mais largas precisam de menos fio, enquanto as plantas com folhas menores podem precisar de várias voltas para ficarem bem presas). E de preferência bem apertado, para que elas queimem mais lentamente. É interessante também deixar esses raminhos secarem durante alguns dias, ou até semanas, em um espaço ventilado e seco, sem luz direta.

Foto via Pinterest

Quando for queimar, use uma vela para começar na extremidade em que o primeiro nó foi dado. Quando queimar bem, apague soprando lentamente e pouse o incenso em brasa em um prato de barro ou cerâmica. Se quiser apaga-lo totalmente, esmague as pontas que estão queimando mas sem usar água, para que você possa acende-lo de novo depois.

Foto do topo: Brooke Lark

Compartilhe esta história

Sobre Bruna e Ismael

Na estrada para inspirar e compartilhar mais equilíbrio e escolhas conscientes, desaceleradas e significativas. De vida, consumo, trabalho e viagens. Seus benefícios e transformações pro mundo, pra nós mesmos e ...

Publicações Relacionadas