Por que as mulheres da foto têm o cabelo curto?

Por Diorela Bruschi

Publicado em , | Tags : , , , , , , , , ,

O tema da palestra tinha sido « Mulheres nas Ciências » e dois pontos me fizeram voltar pra casa flutuando sobre eles. Até porque saíram do que eu já tinha pensado a respeito. O primeiro foi sobre as remunerações diferentes entre homens e mulheres. A disparidade salarial entre os sexos pode acontecer por muitas causas, entre elas puro preconceito. Mas o debate que veio a seguir me abriu a cabeça para um ponto que eu não considerava muito. Algumas das cientistas presentes disseram que muitas vezes elas não tinham grandes aumentos de salários porque tinham receio de pedir aumento. « A gente consegue um emprego aos 28 anos e já se enche de gratidão por estar trabalhando na área », disse uma das cientistas que contava sua sua experiência. O que acontece é que, logo na primeira oportunidade, seus colegas homens iam pedir os aumentos, ou a melhoria de cargos. Elas, não querendo incomodar, acabavam perdendo a oportunidade. Muitas vezes, mulheres tão ou mais capazes que seus colegas homens deixavam de ter um salário mais estimulante ou um cargo com mais possibilidades por pura falta de pedir na hora certa. Então a questão da equiparação salarial também pode passar pela nossa auto-estima, pensei. É a nossa tendência a não querer incomodar, ou a falsa visão do que é ser « boazinha ». E isso, meus amigos, nos é bem cultivado desde pequenas e acontece no Brasil, na França, e me arrisco a dizer que pelo mundo todo.

O outro ponto veio quando a pesquisadora que oferecia a palestra mostrou uma lista com fotos de mulheres vencedoras de diversos prêmios na ciência, inclusive o Nobel. Ela continuou seu argumento dizendo que apesar de termos ótimas representantes do sexo feminino entre as premiadas, muitas cientistas ainda são consideradas invisíveis e quem leva o mérito é o homem que trabalhou com ou para elas. Já ia mudando de slide quando uma moça da audiência chamou atenção para um detalhe : « Por que todas as mulheres da foto têm o cabelo curto? ». Espera, volte o slide anterior. Oh, não é que é verdade? A única que mantinha os cabelos longos e presos num coque era Marie Curie (se você não conhece esta mulher, por favor, comece a estudá-la agora).

Por que as mulheres daquela lista estavam sem maquiagem e de cabelo curto? Levantou-se o debate. Algumas pessoas interpretaram que na ciência a aparência não importa e que cada um vai da forma que é mais prática para si. Outras disseram que num meio profissional tão dominado por homens, as mulheres teriam uma tendência a se vestirem de forma mais andrógena para não chamarem atenção para seus corpos e sim para seu trabalho. Ainda fiquei pensando naquele caso da auto-estima e de como a gente tenta agradar em tudo: no nosso corte ou não de cabelo, no nosso não pedido de aumento, no nosso olho com olheiras porque esperamos até tarde o moço terminar de usar o laboratório para que a gente pudesse fazer nossas experiências porque as dele eram mais importantes, dizem.

O fato é que não chegamos a uma resposta, embora saibamos que o modo como as pessoas se vestem reflete muita coisa: ou o que elas sentem, o que pensam, o que querem que pensem delas ou como elas são impostas (por cultura, religião, corpo, condição financeira ou meio social) a se vestirem, ou tudo junto. Poderíamos definir uma aparência clichê para cada profissão. Já existe isso. Do roqueiro de preto e cabelos longos à cientista de cabelo curto e blusa de botão. Estamos numa era de interpretar tudo. Queira você ou não. E que bom. Observar, interpretar, estudar, classificar e comparar metodologicamente. É assim que se faz ciência. Entre homens e mulheres e seus diferentes salários. Aprendi isso hoje!

Página que recomendo:

As minas na história

Marie Curie, a mulher imigrante que revolucionou a ciência

Compartilhe esta história

Sobre Diorela Bruschi

Advogada, redatora e professora, vive entre o Brasil e a França e seus contrastes culturais. Autora dos blogs Direito é Legal e Saída à Francesa, aprecia a vida em comunidade ...

Publicações Relacionadas