Fashion Revolution Brasil, de 2014 para cá, e avante

Por Bruna Miranda

Publicado em , | Tags : , , , , , , , , ,

2014 foi um ano bem marcante para mim no caminho da moda consciente/slow. Logo no início de janeiro, pesquisando sobre o assunto pela internet, para o Review, me deparei com algo chamado Fashion Revolution, o que, de cara, me chamou a atenção, claro. Ao ver que era uma campanha que começou em Londres, por um motivo triste mas com objetivos tão admiráveis e necessários, fui rapidinho conferir se o Brasil já estava participando. Não vi a nossa bandeira no site, mas ao entrar em contato por email, a amorosa Carry Somers, co-fundadora do movimento, me apresentou para a Fernanda Simon, designer que ainda morava em Londres na época e já começava a representar o Brasil dentro dessa proposta, de conscientizar o país para que a indústria têxtil se fortaleça no caminho da transformação, ética e sustentabilidade.

Com a Fe Simon no dia do primeiro evento do Fashion Revolution em BH, no Impact Hub, setembro 2014

Com a Fe Simon no dia do primeiro evento do Fashion Revolution em BH, no Impact Hub, em setembro de 2014

Poucos meses depois, a Fe estava de volta ao Brasil e, depois de muitos emails e skypes, nos encontramos pessoalmente em um evento em São Paulo. Uma inspiração e uma amiga de coração que a campanha me trouxe! Desde então, me tornei responsável pela comunicação do Fashion Revolution Brasil com parcerias diversas com o Review e, durante esses três anos, foram vários encontros, palestras, conversas, projetos e muito, muito aprendizado, carinho e admiração. Pela área e seus desafios e conquistas, por toda a competente equipe Brasil – as queridas Elo Artuso, Cibele de Barros, Patrícia Santana – e a todas as pessoas, marcas e projetos que, de alguma maneira, colaboraram e colaboram para que o movimento crescesse tanto por aqui. Contatos maravilhosos – em BH <3 e Brasil – com profissionais que têm em mente os mesmos desejos de ver a moda atuar como uma força para o bem!

Sem dúvidas, com o Fashion Revolution Brasil aprendi tanto sobre as melhorias que precisamos e sobre o que já está inovando, o que já podemos fazer, o que vem por aí, aprendi a dar palestras sem ficar tão tímida, rs, e a lista continua e eu só tenho a agradecer por todas essas bênçãos!

E felizmente, o caminho da conscientização é contínuo. Como a gente gosta de dizer aqui, cada um tem a sua porta de entrada e, ao sermos “fisgados”, seguimos a busca por esses propósitos de escolhas melhores, de mudanças, de resgates, de união, de equilíbrio e inovação em cada espacinho de nossas vidas. E agora, com muito mais experiências e inspirações e – se é que seja possível, rs! – mais e mais vontade de aprender e compartilhar, sigo com o Review e com nosso enfoque em uma vida mais slow/consciente, enquanto continuo a colaborar com o Fashion Revolution Brasil no que estiver a meu alcance. Na comunicação da campanha, entra a Marina de Luca, uma estilista paulistana que tive o prazer de conhecer no curso que ministrei no Lab Fashion SP, no início desse ano. Lembro de ter falado com ela que achava o máximo ela ter trabalhado na C&A, por ter na bagagem um conhecimento bem próximo sobre a área e o que precisa melhorar, como isso pode acontecer… E agora vocês já estão conferindo o trabalho dela com as redes sociais do FashRev Brasil e muito mais! Em um próximo texto, conto tudo sobre o projeto que ela acaba de desenvolver, o Moda Limpa, uma inovadora e útil agenda de fornecimento da moda “do bem”.

E, em BH, a representante local continua sendo a lindeza Raíssa Leão – também à frente do projeto Seu Pechincha – super parceira em trazer à tona discussões e ações para um rumo de consciência, liberdade e responsabilidade na moda.

fashion-revolution-2017-review-slow-living

Campanha Fashion Revolution 2017

E já com o olho e coração em 2017, a campanha do Fashion Revolution para o próximo ano se chama “Money, Fashion, Power” e visa discutir, dentre outros, o papel do dinheiro no ciclo da moda. Quando você compra uma peça de roupa, o que seu dinheiro está fazendo? Quem está recebendo a remuneração e quem está perdendo?

Gratidão e amor crescentes, Fashion Revolution Brasil! Certeza de que o impacto de sua revolução está apenas começando…

Na foto do topo, com as queridas da Equipe Brasil durante a primeira instalação do Fashion Experience, na Avenida Paulista/SP, em janeiro desse ano.

 

Compartilhe esta história

Sobre Bruna Miranda

Bruna é empreendedora e jornalista, idealizadora da plataforma Review e da revista impressa Guia Slow Living, e está experimentando uma vida nômade pelo Brasil. É movida pelo que é atemporal ...

Publicações Relacionadas