Espaço Malha reúne coworking e cosewing para repensar o futuro da moda

Por Ana Rodarte

Publicado em , , | Tags : , , , , ,

A indústria da moda enfrenta uma série de incertezas. Recentemente, o Council of Fashion Designers of America, presidido por Diane von Furstenberg, anunciou uma mudança de calendário nas semanas de moda. A transformação foi movida pela ansiedade dos consumidores, que só viam a coleção apresentada nas passarelas seis meses depois de acompanhar os desfiles pelas redes sociais. Agora, as roupas dos desfiles estarão nas lojas instantaneamente, como forma de se alinhar a imensidão de conteúdos produzidos nas redes sociais. Como forma de atender às tendências globais, a Burbery vai deixar de denomear suas coleções como “verão” e “inverno”, e a Vetements mostrará as coleções masculinas e femininas juntas, dois meses antes da temporada de apresentação das coleções. Mas será que este ajuste de calendário irá resolver os problemas apontados no desastre de Bangladesh e na exaustão de Raf Simmons, que se despediu do cargo de diretor de criação da Dior em 2015?

Felizmente, não somos os únicos a nos questionarmos neste cenário de incertezas. Um espaço fundado por André Carvalhal e Herman Bessler pretende unir criadores, artífices e consumidores para incubar ideias e construir um futuro melhor para o planeta e que garanta a criatividade e a ousadia que tanto amamos no mercado da moda.

“Justo é o novo preto” é o lema da Malha, que celebra a produção local, independente, colaborativa e sustentável. Localizado em São Cristóvão, a Malha pretende fazer conexões entre fazendeiros, costureiros, alfaiates, designers e todos os profissionais interessados em construir uma moda com mais propósito. Como bem afirma o material de divulgação do espaço, “cada um é responsável pela malha que tece”.

Além do espaço para coworking, a Malha também irá oferecer instalações para co-sewing, provendo meios de produção e estimulando a troca de conhecimentos.

O cosewing, aliás, é um modelo que tem oferecido bons resultados pelo mundo. Em Berlim, o Nadewald ofereceu uma experiência com workshops e o Teté CaféCostura, em Madrid, oferece cursos de costura até mesmo para crianças. Em São Paulo, o Cartel 011 oferece um espaço de coworking para profissionais de moda, mas ainda não se entitula como um cosewing. Já o LabFashion sedia palestras, cursos, workshops e eventos sobre moda, tecnologia e sustentabilidade.

Foto: LabFashion SP

Foto: LabFashion SP

A Malha pretende incubar projetos, oferecer cursos, sediar showrooms e desenvolver novas experiências em moda colaborativa. Workshops, palestras e cursos abordarão Estilo, Ensino Técnico e Negócios de Moda. Serão oferecidas bolsas de capacitação e todo o conteúdo será open-source (aberto) e disponível para a rede.

Como o incentivo a produtores artesanais não se desvincula da tecnologia, a Malha também oferecerá um FashionLab para prototipagem, experimentação e pesquisa.

Estrategicamente localizado em São Cristóvão, o galpão industrial da Malha pretende reunir um ecossistema disperso em torno da construção de um futuro para a moda.

Fotos por Raul Aragão

Foto por Raul Aragão

A previsão de lançamento da Malha é para abril deste ano. Antes, serão feitas quatro ocupações para construção e co-criação do espaço, com debates, intervenções artísticas, palestras, workshops e festas para divulgação.

Os planos disponibilizados para usufruir da Malha são bastante semelhantes aos de um espaço de coworing, como você pode ver aqui.

A Malha integra a rede Templo, que reúne empreendedores e empresas, academia, agentes públicos e startups para compartilhamento de ferramentas, negócios e conexões. A IED Rio, Ipanema e Farm são as empresas parceiras do projeto. Fernanda Bernardi, Rio etc, Renata Abranchs, Caio Braz, XX Vinte, Wasabi e a Another Hot Brand with an American Name também estão no time de fundadores do espaço.

Espaço Malha
Rua Conde de Leopoldina, 644 – São Cristóvão
Rio de Janeiro, RJ
21 3988 3544

Compartilhe esta história

Sobre Ana Rodarte

Formada em Comunicação Social e estudante de Design de Produto. Com o slow, busca significados e valores dentro dos sistemas de produção têxtil. Inovação, sustentabilidade e inclusão social a moveram ...

Publicações Relacionadas

2 Thoughts to Espaço Malha reúne coworking e cosewing para repensar o futuro da moda

  1. Katheryn Berrios Responder 25 de fevereiro de 2016 at 14:06

    Eu adoro a filosofia do projeto, eu pude ir para a apresentação do evento e eu podia sentir identifcada com a visão, a renovação e vida nova para criar compartilhando afinidade com a marca, do mesmo modo que abrange aspectos que oferece uma oportunidade para o desenvolvimento um criador independente. Eu sou uma estilista por vários anos nadando contra a corrente, a paixão pela criação, valores e Sustentabilidade, Comércio Justo, Parabéns pela iniciatva e melhores desejos. Muilto legal o artigo.

    #
  2. Letícia Magalhães Responder 22 de fevereiro de 2016 at 19:04

    Oi Ana Carolina, que demais a matéria 🙂
    A Malha é um projeto do Templo com o André Carvalhal (o Herman é fundador do Templo) que surgiu a partir dessa comunidade incrível de fundadores. Nessa fase de ocupações, estamos buscando ideias de todos e super interessados em conhecer marcas que compartilhem esses valores de comércio justo com a gente.
    Deixo nossos contatos pra quem se interessar:
    contato@malha.cc
    malha.cc
    facebook.com/malha.cc
    instagram.com/malha.cc

    Um beijo!
    Letícia Magalhães – Cultura no Templo

    #

Deixe uma resposta

Comentário