O “eco líder” de Ermenegildo Zegna

Por Bruna Miranda

Publicado em , | Tags : , , , , , , , ,

Termina hoje a semana de moda de Milão, e o que entra em destaque aqui é uma coleção apresentada na cidade, mas em janeiro, durante a temporada masculina. Também uma marca de extrema elegância em seus cortes impecáveis, Ermengildo Zegna teve a Terra e a sustentabilidade inserida no luxo como inspiração para seu Outono/Inverno 2015, tanto pela atmosfera em cores e cenário do desfile quanto pelas técnicas de produção. Não é de hoje que a marca se insere no contexto sustentável, tendo no currículo pesquisas pelo desenvolvimento e produção de fios, tecidos e roupas feitas a partir de fibras naturais.

Para essa coleção, depois de conversar com especialistas em tecidos sustentáveis, o designer da marca, Stefano Pilati, escolheu a Harris Tweed, empresa que fornece para marcas como Alexander McQueen e Vivienne Westwood há anos e que produz à mão por séculos, na Escócia. Além do tweed original, teve também sua versão plastificada, feita com plástico reciclado. O mesmo com alguns dos cashmeres utilizados, também reciclados. Essas inovações foram apresentadas, principalmente, nos mais diversos tipos de deslumbrantes casacos.

Milan Menswear Fashion Week A/W 15 - Ermenegildo Zegna - Catwalk Where: Milan, Italy When: 17 Jan 2015 Credit: SIPA/WENN.com

Milan Menswear Fashion Week A/W 15 – Ermenegildo Zegna – Catwalk – Credit: SIPA/WENN.com

O designer imaginou seu homem como um “eco-líder” e quis transmitir um forte senso de função e sofisticação, com roupas protegidas e utilitárias que podem ser usadas inclusive para quem decide deixar o carro em casa e pedalar.

Milan Menswear Fashion Week A/W 15 - Ermenegildo Zegna - Catwalk Where: Milan, Italy When: 17 Jan 2015 Credit: SIPA/WENN.com

Milan Menswear Fashion Week A/W 15 – Ermenegildo Zegna – Catwalk – Credit: SIPA/WENN.com

Foto Reprodução

Fotos Reprodução

Sobre o velho discurso que rondou a moda moda eco, das colorações monótonas, tecidos duros com estética barata e a falta de um certo apelo de luxo, ele foi mais um dos que comprovou a transformação do mercado eco, em cada peça. “A moda pode ficar muito restrita, precisamos olhar para fora”, explicou. Sobre as mudanças climáticas do planeta, ele, que não se considera otimista, diz que “já está ficando tarde”, mais um motivo para seu senso de proteção ao meio ambiente nas roupas, acessórios e atitude dessa coleção. Ponto positivo e nova inspiração para o alcance da moda sustentável!

Fonte pesquisada: style.com

Compartilhe esta história

Sobre Bruna Miranda

Desde que meu armário coube na mala busco a leveza abundante dos essenciais, dos atemporais, da soma de resgates e inovações.

Publicações Relacionadas

2 Thoughts to O “eco líder” de Ermenegildo Zegna

  1. lorenasender Responder 15 de março de 2015 at 19:42

    Muito legal!!!!!

    #

Deixe uma resposta

Comentário