Luv Seat: o upcyling que vem das alturas

Por Bruna Miranda

Publicado em , | Tags : , , , , ,

A inspiração veio das aventuras dos viajantes de todos os lugares, todos os dias. O objetivo da marca americana Looptworks – uma Empresa B – com o projeto Luv Seat foi reaproveitar uma enorme quantidade de couro de 80 mil assentos dos aviões da companhia Southwest Airlines e transformá-los em três modelos de bolsas e até mesmo em uma bola de futebol. Inspiradas parcialmente pelo formato dos assentos, foram todas produzidas à mão, no Quênia e Malawi, na África, e nos Estados Unidos, em parceria com organizações sem fins lucrativos que empregam profissionais com deficiências.

1416286663-64wztxbdcnoxgxlfo9qkvcougxocgzhxlc4zt0t6-pw1416287192-g5yt-gphol5xiau2nt8kqomzatahaegdv7kkvs9kysw140710soccer_recycle-11

Como  resultado, bolsas em edições limitadas e numeradas, que, além de criativas e sustentáveis, seguiram o propósito da marca de produzir com baixo impacto: o projeto Luv Seat conservou mais de 4 mil litros de água por bolsa e reduziu em 72% as emissões de CO2.

LUVSeat_Infographic-crop

O co-fundador da empresa, Scott Hamlin, disse ao jornal The Guardian, em um bate-papo sobre economia circular, que não gosta da palavra “lixo”, pois isso implica em ser sujo. Em seu lugar, opta por “excesso”. E foi por conta dos excessos que ele e seu parceiro, Gary Peck, resolveram criar uma empresa de upcycling. A marca deu ao projeto o lema “Reaproveitando com Propósito”.

De acordo com a EPA – Environmental Protection Agency – nos EUA foram recolhidos mais de 14 toneladas de resíduos têxteis em 2012.

Fontes pesquisadas: Looptworks – Forbes

Compartilhe esta história

Sobre Bruna Miranda

Bruna é empreendedora e jornalista, idealizadora da plataforma Review e da revista impressa Guia Slow Living, e está experimentando uma vida nômade pelo Brasil. É movida pelo que é atemporal ...

Publicações Relacionadas